Just do it

Just do it, nothing is impossible, just do it, yesterday you said tomorrow, don’t let your dreams be dreams, the more often you do it, the more light there will.

Enfim, voltei! Não do mesmo jeito que antes, é fato.

Desde a Copa do Mundo o mercado refreou e a minha vida virou de cabeça para baixo. Ao contrário da cigarra, eu fiz como a formiga e trabalhei para sobreviver no inverno da crise pós reeleição da nossa presidenta! Mas acontece que o mercado realmente parou e a chapa literalmente esquentou por aqui. Por causa disso eu atuei em outras frentes em busca de fechar as minhas contas no azul no fim do mês, mas infelizmente o empresário brasileiro está no modo “standby” no que se refere a investir em Internet!

Então, só para variar, eu me invento mais vez!

Como diz Albert Einstein, “Não se pode ter resultado diferente usando os mesmos dados“, então eu estou mudando o site novamente. A ideia é trazer outro tipo de público de forma mais efetiva, mais comercial. Já estou trabalhando no planejamento da nova versão, e até lá, quem muda por enquanto é o editorial do blog.

Analisei todos os artigos do repositório e vi que muitos não se encaixam nessa nova editoria e foram realocados. Os artigos mais pessoais agora estão no endereço eu.cristianoweb.net. Os textos de trabalho, mas que efetivamente não geravam nenhum tipo de conversão mudaram para o endereço baudeblogs.cristianoweb.net.

Agora no blog eu falarei de todos os tipos assuntos que agregam ainda mais conhecimento ao meu trabalho. Desde que eu criei a Newsletter Links para Viagem, eu percebi o quanto a pauta desse conteúdo era o meu combustível para as tomadas de decisões nos trabalhos em que eu atuo. Então decidi que o blog terá mais “essa pegada”. Os formatos não ficarão presos ao padrão de postagem clássica. Posso eventualmente publicar notas mais curtas para falar de algo que está acontecendo no dia da postagem, da mesma forma como comento nas redes sociais.

Hoje por exemplo, é #WorldEmojiDay (Sim, isso existe mesmo!) e muitas empresas usarão esse tipo de situação para estreitar a relação das suas marcas com o seus consumidores. E isso me lembra de um artigo muito bacana da Patrícia Moura chamado “Marcas e memes – imbecilização ou adequação às conversas?“. Nele a minha amiga Paty faz uma ótima reflexão sobre a participação ou não das empresas sobre os memes da Internet com o objetivo de engajar ainda mais com o seu público. O artigo se originou de um grupo de discussão de redes sociais no Facebook e o debate foi acalorado. Concordando ou não, o fato é que esse movimento acontecerá hoje, ou alguém duvida que aquele banco brasileiro que é “feito para você” não fará uma ação carregada de Emojis!? 😀

Um bom exemplo de uso de memes é o vídeo que ilustra essa postagem. Ele é um mushup do famoso vídeo da audição do ator Shia LaBeouf. A produção é dos Gregory Brothers (Schmoyoho), canal que faz paródias em auto-tune, que tem tudo a ver com o seu público.

Enfim, curtiram então as mudanças na editoria? Então aproveitem e leiam (e assinem) também os meus textos no blog do site Tagarela, com artigos sobre como design pode ajudar a consolidar Start-ups, e no Tableless, onde eu vou mais fundo nas técnicas de criação, além de análises do mercado. E claro, além dessas duas frentes, acompanhem o meu trabalho no Carreira Solo onde eu falo sobre a minha experiência como freelancer.

Abraços e até o próximo artigo!

😀

Leave a Comment.